Darfur: passos dados em direção à paz
8/7/2010

No image
O mediador designado pela Missão conjunta das Nações Unidas e da União Africana em Darfur (UNAMID), que trabalha pela resolução de conflitos na região, Djibril Bassolé, elogiou o progresso alcançado nas negociações entre o governo do Sudão e um dos principais grupos rebeldes do país. Bassolé declarou nesta quarta-feira (7) que aplaude a decisão tomada por ambas as partes de envolver pessoas desalojadas internamente, refugiados e sociedade civil “de forma mais geral para concluir um acordo de paz abrangente.”

Bassolé se encontrou ontem com o consultor do presidente Omar al-Bashir, Ghazi Salah Al-Din Attabani, que afirmou que um acordo de paz entre o governo do Sudão e o Movimento Justiça e Liberdade (LJM, na sigla em inglês) será assinado em Doha, Catar, no dia 15 de julho. O mediador pediu ajuda a Cartum, capital do Sudão, para assegurar que todos os representantes da sociedade civil de Darfur convidados para o evento possam viajar para a capital do Catar. Ele espera que o Governo tome todas as medidas cabíveis para restaurar a confiança e reduzir tensões em Darfur.

Nos últimos sete anos, por volta de 300 mil pessoas foram mortas e mais de 2 milhões foram desalojadas em decorrência de conflitos entre rebeldes e forças do governo apoiadas pelos milicianos aliados Janjaweed em Darfur. Todas as partes envolvidas são acusadas de violações graves contra os direitos humanos. As Forças de Paz da UNAMID estão na região desde o início de 2008, sucedendo uma missão anterior da União Africana.